Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Insumos

Milho recua de pico de 4 semanas com avanço na colheita dos EUA e dólar forte

O milho para dezembro fechou em queda de 7 centavos de dólar na bolsa de Chicago

Redação com informações de Money Times
29-Set-2021 08:58

Os contratos futuros do milho negociados nos Estados Unidos caíram mais de 1% nesta terça-feira devido a preocupações macroeconômicas com a valorização do dólar e a queda dos futuros do petróleo, além de vendas relacionadas à colheita no cinturão agrícola do Meio-Oeste norte-americano, disseram analistas.

A soja e o trigo seguiram a tendência fraca.

O milho para dezembro fechou em queda de 7 centavos de dólar na bolsa de Chicago, em 5,3250 dólares por bushel, caindo depois de um pico de 5,4175, a máxima desde 31 de agosto.

A soja para novembro perdeu 10,50 centavos de dólar em 12,77 dólares o bushel e o trigo para dezembro recuou 15,75 centavos de dólar, para fechar em 7,0650 dólares o bushel.

“Temos um clima sem risco. Você vê isso nas energias e está se espalhando para os grãos. O dólar está substancialmente mais forte… Isso tem pressão sobre as commodities como um todo”, disse Ted Seifried, estrategista-chefe de mercado agrícola do Grupo Zaner Ag Hedge.

O índice do dólar americano atingiu sua máxima desde o início de novembro, com uma alta nos rendimentos do Tesouro dos EUA, tornando a moeda mais atraente para os investidores.

Um dólar mais firme também tende a tornar os grãos americanos menos atrativos para aqueles que possuem outras moedas.

Os contratos futuros de petróleo dos EUA recuaram depois de atingir suas máximas desde julho.

 

 

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade