AveSui
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
México

No México, peru, frango e frios chegam ao Natal com aumento de preços

O Conselho Mexicano de Carne estima que nesta temporada de dezembro haverá uma queda no consumo de peru, devido ao aumento nos preços da ave

Redação com informações de El Universal
02-Dez-2021 15:09 - Atualizado em 03/12/2021 10:59

O aumento nos preços do frete, dos grãos para ração animal, entre outros insumos, provocam uma alta nos preços das carnes que têm acumulado até dois dígitos, disse o presidente do Conselho Mexicano da Carne (Comecarne), Ernesto Hermosillo Seyffert.

O problema é que esse ambiente que provoca aumentos de preços pode ser mantido pelo menos em meados de 2022.

Por exemplo, agora que o Natal se aproxima e o consumo de perus está aumentando, os preços de importação da carne dessa ave registraram um aumento de 20,8% em relação ao ano passado, segundo dados da Comecarne.

No caso do frango há acréscimos de 25%, percentuais que não se viam desde 2014, o mesmo acontece com os frios que estão em alta por conta dos insumos também aumentarem, de modo que o presunto registrou um aumento de entre 15% a 20%.

Os preços jogam contra o consumo da carne, porque quanto mais sobem, menor é o consumo.

Portanto, com o aumento do preço do peru, pode haver uma redução no consumo dessa ave para a temporada de dezembro, que registra anualmente níveis estáveis ??de demanda.

Com a temporada de dezembro, o consumo mensal de peru aumenta em 27% em dezembro, ou seja, as importações, que são de 12,8 mil toneladas por mês, aumentam em 3,3 mil toneladas, para chegar a 16 mil toneladas, aproximadamente.

Em 2021, o preço médio do quilo de peru importado teve um crescimento de 20,8%, de 40,95 pesos passou para 49,97 pesos por quilo, com os maiores aumentos do peru do Chile que subiram 53,5%, já que em média foi importado em 2020 a 51,17 pesos por quilo e em 2021 subiu para 78,53 pesos por quilo.

Tudo isso com o aumento dos preços dos grãos, como o milho, os fretes subiram até 300%, passando de US $ 4,5 mil para cerca de US $ 18 mil.

Hermosillo lembrou que em 2020 o consumo de carnes caiu 0,1%, com queda de 0,1% na carne bovina, -2,6% na carne suína e -2,1% nos frios. Em contrapartida, a carne de frango registrou alta de 1,6%.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade