AveSui2021
13-Mai-2020 09:27
Internacional

No Paquistão, indústria avícola opõe-se à interferência do governo para fixar taxas

Associação tem sugerido ao governo que a situação levaria a uma escassez aguda de produtos avícolas

A Associação de Aves do Paquistão (PPA) se opôs à interferência do governo para fixar os preços dos produtos avícolas, que são itens perecíveis, controlados absolutamente pelo mecanismo de demanda e oferta da economia de mercado livre.

Essas opiniões foram expressas pelo vice-presidente da Associação de Aves do Paquistão (Região Norte), Ch Muhammad Fargham, em comunicado divulgado nesta terça-feira (12/05). Fargham demonstrou  preocupação com a tentativa do governo de fixar taxas de frango, ele disse que o setor está extremamente deprimido por essa ação ilegal das autoridades.

No Paquistão os avicultores estão tentando recuperar suas perdas anuais, pois sofreram enormes perdas ao longo do ano devido ao alto custo de produção e aos preços mais baixos dos itens de frango no mercado. O presidente da Associação questionou  onde estava o governo quando os criadores não tinham fluxo de caixa para alimentar os animais e precisavam vender aves jovens para carne.

A Associação tem sugerido ao governo que a situação levaria a uma escassez aguda de produtos avícolas, pois as perdas resultariam em redução da produção e os preços subiriam. “Informamos ao governo que, no caso de aumento de preço, a oferta aumentaria parcial, mas gradualmente, em certa medida. Nós aconselhamos fortemente o governo a não intervir no mecanismo de livre mercado", disse Fargham.

 

Redação AI
Deixe seu Recado