AveSui
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie

Nova fase na Coperfrango vai impulsionar mudanças no mercado paulista

Stela Martins - Fábrica de Eventos Comunicação
13-Dez-2001 15:16 - Atualizado em 20/04/2016 14:35

Redação AI 13/12/2001 - No próximo dia 14, às 10hs, a Coperfrango, de Descalavado (SP), vai inaugurar oficialmente as novas instalações do abatedouro da cooperativa. A área construída passou de 6.200 m2 para 8.800 m2. O sistema de resfriamento foi ampliado, aumentando a capacidade de 600 ton. para 1.400 ton./dia e o volume de armazenamento saltou para mil toneladas.

Também vão estar sendo apresentados às autoridades e imprensa os sistemas que foram mecanizados e que proporcionaram crescimento do abate de 6 mil frangos/hora para 10 mil.

A modernização faz parte do projeto de crescimento da Coperfrango para mantê-la como uma das maiores e melhores fornecedoras de carne de frango e já prepara o terreno para o início do trabalho de exportação, mudando o perfil do centro do Estado de São Paulo. A região, hoje a segunda maior consumidora de carne de frango do País, vai sedimentar a posição, mudar sua marca de terceira maior produtora nacional da carne e entrar no mundo dos exportadores do setor.

Sistema de resfriamento - O Túnel de Refrigeração tem capacidade de congelamento e resfriamento de 22 ton./hora. O equipamento é o que existe de mais moderno no setor. Apenas outros 2 abatedouros nessa região do estado têm instalados máquinas tão modernas. O da cooperativa Coperfrango é o maior do Estado de SP.

RECOOP - para efetuar todas essas transformações a Coperfrango contou com o Programa de Revitalização de Cooperativas de Produção Agropecuária, do Governo Federal com um empréstimo de R$ 12 milhões financiado em 15 anos.

Automatização - Foram adquiridos equipamentos de eviceração( retirada das vísceras do frango) e cortes automáticos (asa, coxa, peito), importados da Dinamarca. Quem dá informações precisas sobre essa outra novidade é Walter Antonio de Oliveira, diretor superintendente: "Na medida em que nós automatizamos o sistema, passamos a ter condições de formar mão-de-obra para produtos diferenciados. Por isso não demitimos ninguém. Pelo contrário, contratamos alguns funcionários". Hoje a cooperativa possui 650 funcionários.

Futuro - A Coperfrango já deu os primeiros passos em direção às exportações, juntamente com alguns dos maiores abatedouros do interior do Estado.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade