Eurotec
11-Out-2019 07:05
Palestra

Nutrição de precisão na produção de ovos

Tema foi discutido pela Polinutri na Universidade Federal de Goiás (UFG, Goiânia) e contou com mais de 100 estudantes 

No dia oito de outubro a Associação Goiana de Avicultura (AGA) preparou uma programação completa direcionada para alunos da instituição em comemoração à Semana Nacional do Ovo. Segmento que a cada ano ganha notoriedade junto a sociedade pelos benefícios contidos na matéria prima de alto valor nutricional.

Dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA, São Paulo/SP) remontam este promissor cenário. Segundo a entidade, o ovo é cada vez mais consumido entre os brasileiros sendo que em 2018 foram produzidos 44 bilhões de unidades com um consumo per capita que acompanha a média mundial, 212 unidades/pessoa.

Mesmo sendo um dos players mundiais neste setor, atualizar-se frente às novidades e desafios é que garante a posição nacional e que dita o sucesso da cadeia avícola de postura. Como uma das mais importantes empresas no segmento de nutrição e saúde animal neste segmento, a Polinutri® contribuiu para este encontro com a palestra da Gerente Técnica Aves, a Dra. Nayara Tavares, que apresentou o tema “Nutrição de precisão e o impacto na produção de ovos” a convite da comissão organizadora. “Salientei para os participantes os problemas vividos dentro da granja e apontei algumas soluções sobre requerimentos nutricionais”, informou Nayara Tavares.

De acordo com ela, há algum tempo a nutrição de precisão passou a ser uma ferramenta importante para o setor de postura e que deve ser adotada nas granjas para que haja evolução zootécnica de forma sustentável. “Desde manejo, passando pela formação das frangas até a qualidade da mistura são fatores que devem estar na atenção dos avicultores. Temos que estar atentos aos mínimos detalhes. Uma vez que na nutrição de precisão é necessário fornecer os nutrientes no momento certo e na quantidade adequada. Isso porque visa melhorar a produção com olhos voltados para o lado econômico e sustentável”, definiu a especialista.

Segundo Nayara, a nutrição precisa acompanhar a evolução genética e tecnológica (equipamentos) das granjas. “São níveis estimados por modelos matemáticos que combinam fatores específicos das granjas para avaliar os requerimentos das aves”.

 

Redação
Deixe seu Recado