Eurotec
28-Mar-2019 15:00
Estudos Embrapa

O que há de novo nas vacinas?

A utilização de vacinas na avicultura é tradicionalmente destinada a evitar ou minimizar aparecimento da doença clínica nas produções

Por | Wagner Loyola, Francisco Noé Fonseca e Ana Paula Bastos

 

Desde o século 19, a prevenção de doenças é um desafio para a humanidade. No ano de 1789, o médico inglês Edward Jenner iniciou os estudos sobre a prevenção de doenças. Tais estudos foram a base para o trabalho do pesquisador francês Louis Pasteur. Este pesquisador desenvolveu a primeira vacina utilizada em aves, para combater doença provocada pela bactéria Pasteurella multocida.

O termo imunização se refere à indução de imunidade frente a um determinado agente ou antígeno. A imunidade ativa pode resultar tanto da exposição ao patógeno por infecção natural quanto da administração da vacina específica. Como resultado, o sistema imunológico do hospedeiro é estimulado pelo antígeno ao qual foi exposto. Portanto, o objetivo principal da vacinação é preparar o sistema imune para responder mais rápida e eficazmente contra um determinado patógeno, além de induzir uma memória imunológica de longa duração. Na realidade, as vacinas não protegem contra a infecção, mas contra a doença, por dar ao sistema imune uma vantagem contra o patógeno invasor.

A utilização de vacinas na avicultura é tradicionalmente destinada a evitar ou minimizar o aparecimento da doença clínica nas produções, para assim, aumentar o desempenho zootécnico. A prevenção de doenças, através da utilização de vacinas, é sem dúvida o melhor método para combater doenças. Vacinas e programas de vacinação variam muito, dependendo de vários fatores locais (como tipo de produção, nível de biossegurança, padrão local da doença, status da imunidade materna, vacinas disponíveis, custos e perdas potenciais). A vacinação aliada às medidas de biosseguridade na avicultura implicará na redução do uso de antibióticos (promotores de crescimento), reduzindo o risco de resíduos na carne. Além disso, os animais não sofrerão o risco de ter seu desempenho produtivo comprometido com as doenças para as quais foram imunizados.

Leia o conteúdo na íntegra e gratuitamente aqui.

avicultura 2019, edição,
Avicultura 2019

 

Avicultura Industrial
Deixe seu Recado