AveSui2021
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Assine a Revista Revista Digital Anuncie
Sanidade

Organização atua na gestão de recursos para promover ações de sanidade avícola em MS

Com gestão da Funar/MS, Fuprisa é composto por instituições públicas e privadas e agroindústrias do segmento de corte, postura e genética de aves.

FAMASUL
10-Dez-2020 09:52

Contribuir com a prevenção e o controle de doenças na avicultura. Este é o objetivo do Fundo Privado de Sanidade Avícola (Fuprisa), reserva financeira destinada à prevenção e controle da doença de newcastle e influenza aviária em Mato Grosso do Sul. Este é o tema da editoria #EducaçãonoCampo desta quarta-feira (09).

Com gestão da Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural de Mato Grosso do Sul (Funar/MS), o fundo é constituído por empresas do segmento de corte, postura e genética, além de instituições públicas e privadas.

Visa o recolhimento de recursos para indenização de produtores no caso da ocorrência de doenças avícolas, além de sugerir programas de defesa sanitária e propor subsídios a políticas de desenvolvimento do setor.

“Quando se tem pessoas, instituições privadas e representativas, que entendem do assunto e estão diretamente envolvidas na área, a resposta vem. O objetivo é dar apoio técnico e operacional e promover iniciativas voltadas ao combate destas moléstias que podem acometer as aves, celebrar convênios e contratos para estudos e pesquisas técnicos-científicas, entre outros”, explica o superintendente da Funar/MS, Lucas Galvan.

Na sexta-feira (04), uma agenda virtual de balanço reuniu membros do Conselho Fiscal da Fuprisa e outros integrantes da Funar. Além do balanço de 2020, foram traçadas ações para o próximo ano. 

“Uma das metas é atrair mais produtores de aves de postura, que são aquelas destinadas à produção de ovos, também conhecidas como poedeiras. Sabemos que no estado existem avicultores com potencial nesta área e queremos a participação mais efetiva deles nessas ações”, explica a analista técnica do Sistema Famasul, Fernanda Oliveira.

AveSui2021_dentro

Entre os membros do conselho estão representantes da Famasul, SFA/MS (Superintendência Federal da Agricultura), Iagro, Semagro, além da JBS Aves, BRF Foods, Coob-Vantress, Camva, Bello Alimentos e Seara Alimentos.