Agroceres Multimix
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Produção agroecológica

Ovo caipira agroecológico se torna alternativa para diversificação de renda

Produtor construiu um galpão e adquiriu 500 aves da raça Isa Brown, e acredita que em 30 dias elas comecem a produzir os primeiros ovos

Redação com informações de Agência de notícias do Paraná
03-Dez-2021 09:32 - Atualizado em 03/12/2021 10:13

Hermes Mitsuo, assim como muitos descendentes de japoneses, passou uma temporada trabalhando no Japão. Mas depois de dez meses ele e a mulher, Elizabete, decidiram voltar para o Brasil e resolveram dedicar parte do seu tempo à propriedade rural da família, em Borrazópolis, no Vale do Ivaí.

Interessado em produzir alimentos saudáveis, Mitsuo encontrou uma alternativa na produção de ovos caipiras e implantou a primeira granja de aves poedeiras neste sistema no município. A intenção é atender os consumidores interessados em um produto de mais qualidade na cidade e região. Em 30 dias ele espera que a produção chegue a 480 ovos diariamente.

A propriedade da família de Mitsuo tem cinco alqueires, dois dos quais estão arrendados para a produção de grãos e o restante é ocupado com pasto e a criação de vacas e ovelhas. Como a área é pequena, o produtor procurou a assistência do IDR-Paraná para buscar alguma atividade produtiva rentável para implantar na propriedade.

A fruticultura foi a primeira opção, mas a visita a uma granja de avicultura em Jardim Alegre atraiu a atenção de Mitsuo. O produtor ficou interessado pelo sistema de produção de ovos agroecológicos, com características orgânicas coloniais. Neste sistema as aves têm um galpão que serve como abrigo, mas boa parte do dia elas passam num espaço cercado por tela, onde podem pastejar e ciscar, manifestando seus instintos naturais.

"É até bonito de ver as galinhas. Neste sistema elas têm qualidade de vida e produzem um ovo de mais qualidade", afirma Mitsuo.

Bem-estar animal

Com a assistência dos servidores do IDR-Paraná e da Prefeitura de Borrazópolis, o produtor iniciou a implantação da granja na propriedade. Com recursos próprios ele construiu um galpão e adquiriu 500 aves da raça Isa Brown. Mitsuo acredita que em 30 dias elas comecem a produzir os primeiros ovos. A Prefeitura de Borrazópolis apoiou o produtor com o aterramento do local do aviário e a orientação da veterinária Ana Paula Miyagi, para atender a legislação pertinente à atividade de aves e produzir de forma legal.

O extensionista do IDR-Paraná, Leandro Cividini, está acompanhando o trabalho e segue a elaboração do projeto de financiamento junto ao Banco do Brasil para financiar a construção da casa de classificação e embalagem de ovos pelo Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). De acordo com Cividini, o custo de produção deve ficar em torno de R$ 5,00 a dúzia e o preço ao consumidor varia em torno de R$ 8,00 a R$ 12,00 a dúzia. “Pelos cálculos, o investimento deve ser coberto num prazo de cinco anos”, acredita.

Mitsuo tem como alvo os consumidores que procuram por produtos que levam em conta o bem-estar animal. Ele lembra que uma vantagem é o fato de Borrazópolis fazer parte do Consórcio Sid Centro (Consórcio Público Intermunicipal para o Desenvolvimento Rural e Sustentável da Região Centro do Paraná), composto por 28 municípios do Vale do Ivaí. Recentemente os integrantes do consórcio obtiveram a chancela do Sisbi (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal), permitindo que os proprietários de agroindústrias regularizadas comercializem seus produtos em todo o território nacional.

Otimista

A propriedade de Mitsuo é a primeira a implantar o sistema de produção de ovos caipiras em Borrazópolis. Ele está otimista e acredita que, se tudo correr bem, em dois anos vai precisar de um novo galpão para abrigar mais 500 aves. Por enquanto, Mitsuo deve fazer o manejo das galinhas sozinho, mas não descarta a contratação de mão de obra para lidar com a criação tão logo as galinhas aumentem a produção de ovos.

Assuntos do Momento

Disponible en español Disponible en español
BRF e fundo soberano saudita investirão US$ 350 milhões na cadeia de produção de frangos da Arábia Saudita
14 de Janeiro de 2022
Investimentos

BRF e fundo soberano saudita investirão US$ 350 milhões na cadeia de produção de frangos da Arábia Saudita

Negócio atuará em toda a cadeia de produção de frangos na Arábia Saudita e promoverá venda de produtos

Menor demanda pressiona cotações da carne de frango
14 de Janeiro de 2022
Mercado interno

Menor demanda pressiona cotações da carne de frango

No front externo, a desvalorização do Real frente ao dólar e o forte incremento no volume exportado garantiram receita recorde com os embarques de carne de frango em dezembro. 

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui
17 de Janeiro de 2022
AveSui América Latina

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui

A região é considerada o maior agro cluster da América Latina e vem recebendo fortes investimentos de cooperativas, agroindústrias e empresas ligadas à cadeia produtiva de proteína animal

Disponible en español Disponible en español
Carne cultivada in vitro é servida em restaurante de Singapura
13 de Janeiro de 2022
Proteína cultivada

Carne cultivada in vitro é servida em restaurante de Singapura

A estimativa é que, em 2040, cerca de um terço da carne consumida no mundo seja produzida do cultivo celular

18 de Janeiro de 2022
Uruguai

Quase quinhentas mil aves foram mortas pelo calor no Uruguai

Onda de calor provocou mortandade em aviários com perdas que equivalem de 10% a 20% da produção nacional do Uruguai na avicultura

Preço dos ovos aumenta na segunda semana do mês
17 de Janeiro de 2022
Ovos

Preço dos ovos aumenta na segunda semana do mês

 Segundo pesquisadores do Cepea, a recente sustentação aos valores veio da oferta mais controlada, sobretudo de ovos maiores.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade