Eurotec
30-Jan-2019 08:32
Embarques

Paraná bate recorde semestral de exportações na avicultura

Com  115,1 milhões de toneladas embarcadas em dezembro, setor fechou os últimos seis meses do ano com acréscimo de 1,2% em comparação a 2017

A avicultura paranaense embarcou 115,1 milhões de toneladas de carne de frango no mês de dezembro, número 6,5% superior ao registrado no mesmo mês de 2017, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Com isso, o setor conseguiu fechar o segundo semestre com recorde histórico no estado, exportando no período 811,9 milhões de toneladas, um acréscimo de 1,2% ao maior índice anterior, registrado nos últimos seis meses do ano passado.

Ainda de acordo com a Secex, as receitas obtidas com os embarques também mostraram crescimento, subindo de US$ 1 bilhão em 2017 para US$ 1,2 bilhão em 2018, uma elevação de 16,6% no segundo semestre. No acumulado anual, houve queda de 6,9% em capital (de US$ 2,5 bilhão para US$ 2,3 bilhão) e de 4,1% nas exportações (de 1,57 milhão de toneladas para 1,51 milhão de toneladas). Outro decréscimo registrado foi nos abates. No total, 1,76 bilhão de cabeças de frango foram abatidas no estado, índice 1,6% menor do que o do ano passado (1,79 bilhões de cabeças).

Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), a redução anual foi causada por fatores externos à avicultura paranaense como a greve dos caminhoneiros. “Mesmo após um ano atípico, conseguimos retomar nosso crescimento e terminamos o ano exportando 37% de todo o frango brasileiro. Para 2019, iremos buscar manter esse ritmo, tendo previsão de crescimento entre 4 e 5%”, avalia Martins.

Maiores exportadores

A África do Sul assumiu o posto de maior importador do frango paranaense em 2018. Com 212,3 toneladas recebidas, o país africano ficou a frente da China, que registrou o maior crescimento de importação no ano (14,1% de alta e 168,7 milhões de toneladas recebidas). Fechando o pódio está a Arábia Saudita com 162,4 milhões de toneladas no total.

Redação AI
Deixe seu Recado