AveSui2021
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Assine a Revista Revista Digital Anuncie
Sanidade

Pesquisadores do USDA podem ter encontrado vacina contra a PSA

Animais inoculados por via intramuscular com vírus sem gene I177L permaneceram clinicamente normais durante período de observação de 28 dias

Redação AI/SI
13-Dez-2019 12:27 - Atualizado em 13/12/2019 12:40

Um grupo de pesquisadores do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) podem ter encontrado a vacina para a cura da Peste Suína Africana (PSA) que tem dizimado as produções suinícolas da Ásia e da Europa. Em artigo, que ainda deve ser revisado, eles descobriram que a exclusão de um gene anteriormente não caracterizado, I177L, do altamente virulento ASFV-G, produz atenuação completa do vírus em suínos.

Animais inoculados por via intramuscular com o vírus sem o gene I177L permaneceram clinicamente normais durante o período de observação de 28 dias. Todos os animais infectados apresentaram baixos índices de viremia, obtendo uma forte resposta de anticorpos específicos para o vírus.

Além disso, segundo os pesquisadores, os suínos foram protegidos quando desafiados com a cepa parental virulenta ASFV-G (African Swine Fever da Georgia, em inglês). O ASFV-G-ΔI177L é uma das poucas cepas experimentais de vírus candidatas a vacinas relatadas como capazes de induzir proteção contra o isolado ASFV Georgia, e a primeira vacina capaz de induzir imunidade estéril contra a atual cepa de ASFV responsável por surtos recentes.

AveSui2021_dentro

Atualmente, não existe vacina comercialmente disponível contra a PSA. Os surtos desta doença estão devastando a indústria suína da Europa Central até o leste da Ásia e estão sendo causados por cepas circulantes do vírus da peste suína africana derivadas do surto que ocorreu na Geórgia em 2007.