Guia Gessulli
01-Nov-2019 14:21
Custos

Poder de compra do avicultor cai pelo segundo mês seguido

O destaque é para a relação frente ao milho, uma vez que o preço do cereal já subiu mais de 10% neste mês e atingiu o maior patamar de 2019

De acordo com os dados divulgados neste sexta-feira (01/11), pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a alta nas cotações dos dois principais insumos do setor, milho e farelo de soja, e a estabilidade nos preços do frango vivo têm reduzido o poder de compra da avicultura pelo segundo mês consecutivo, conforme apontam pesquisas.

O destaque é para a relação frente ao milho, uma vez que o preço do cereal já subiu mais de 10% neste mês e atingiu o maior patamar de 2019. Os preços do frango vivo vêm se mantendo elevados desde julho, dado o equilíbrio entre a oferta reduzida de animais e a procura controlada por parte dos frigoríficos. No mercado de milho, as demandas interna e externa aquecidas aliadas à retração de vendedores mantêm os preços em alta.

Quanto ao mercado da semana, apesar do período de final de mês, os valores da carne de frango reagiram nos últimos dias. Segundo colaboradores do Cepea, a melhora na competitividade da proteína frente às carnes substitutas, suína e bovina, tem aumentado a liquidez e aquecido as vendas.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado