AveSui2021
08-Set-2020 10:36
Postura

Preços dos ovos recuam pelo quarto mês consecutivo

Segundo colaboradores do Cepea, apesar da tentativa do setor de controlar a produção por meio de descartes das poedeiras mais velhas, muitas regiões tiveram dificuldades em negociar as galinhas com frigoríficos

Conforme os dados divulgados nesta terça-feira (08/09), pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), apesar da leve alta na última semana de agosto, as cotações dos ovos apresentaram tendência baixista ao longo do mês, o que derrubou a média mensal para o segundo pior patamar do ano, atrás somente do registrado em janeiro, acumulando quatro meses seguidos de desvalorizações mensais. A elevada oferta de ovos associada à baixa liquidez do produto na ponta final da cadeia pressionaram as cotações.

Segundo colaboradores do Cepea, apesar da tentativa do setor de controlar a produção por meio de descartes das poedeiras mais velhas, muitas regiões tiveram dificuldades em negociar as galinhas com frigoríficos, o que limitou os descartes.

Na região de Bastos (SP), o ovo branco tipo extra teve preço médio de R$ 85,47/caixa de 30 dúzias em agosto, recuo de 1% frente ao de julho, mas ainda 6,1% acima da média de agosto/19, em termos reais (deflacionados pelo IPCA de julho/20). Para os ovos vermelhos, o recuo mensal foi de 1% em Bastos, com a caixa negociada na média de R$ 105,84 em agosto, ainda 15,5% acima da cotação observada no mesmo mês de 2019

Redação AI
Deixe seu Recado