Guia Gessulli
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Projeção

Produção de frangos deve crescer 4% em 2020, aponta associação

As exportações e o consumo per capta devem ter altas de 5% e 2,5% respectivamente

Redação AI
15-Jul-2020 11:09 - Atualizado em 16/07/2020 08:33

Dados divulgados nesta quarta-feira (15/07) pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) aponta que a produção doméstica de frango deve crescer 4% em 2020, chegando a 13,800 milhões de toneladas. Em 2019, foram produzidos 13,245 milhões de toneladas da proteína avícola.

Para as exportações, a associação prevê incremento de 5% em comparação com 2019, passando e de 4,214 milhões de toneladas embarcadas para 4,450 milhões em 2020. De janeiro a junho o incremento em volume no comparativo com o mesmo período do ano anterior foi de 1,7%.

A demanda interna pela proteína também será responsável pelo aumento na produção. As projeções mostram que o consumo deve crescer 2,5%, passando de 42,84 kg/habitante em 2019 para 43,9 kg/habitante em 2020.

Ásia assume liderança nas importações

Em 2019 o maior comprador de carne de frango brasileira era o Oriente Médio que correspondia a 36,6% dos embarques. Em 2020 esse cenário mudou com a Ásia assumindo a liderança das exportações de carne brasileira. De janeiro a junho o continente asiático recebeu 40,7% do total exportado no período.

A China é o principal responsável por esse incremento, somente no primeiro semestre as exportações para o país Asiático somaram 346 mil toneladas. Na sequencia temos o Japão com 208 mil toneladas.

Paraná lidera exportações

O estado do Paraná continua como o maior exportador de carne de frango. No primeiro semestre o estado corresponde a 40% dos embarques de todo o território nacional, e já embarcou 829 mil toneladas em 2020.

Santa Catarina segue como segundo maior exportador, sendo responsável por 24% do volume embarcado com 495 mil toneladas enviadas ao mercado externo.

 

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade