Banner AI - Cobb
AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Avícola Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Ovos Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Missão

Sanidade brasileira está mais visível aos chineses

Abpa
05-Set-2016 15:03

Terminou bem-sucedida a ação promovida pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), com o objetivo de apresentar, de forma transparente, o sistema produtivo e as estruturas de defesa sanitária da avicultura e da suinocultura do Brasil para autoridades sanitárias do Serviço de Inspeção e Quarentena Chinesa (CIQA). A ação, iniciada em 27 de agosto, se encerrou nesta quarta-feira(31/08) com visitas às instalações de agroindústrias do setor e de laboratórios de análise e monitoramento. 

Ao todo, cinco técnicos da CIQA participaram da missão, que também contou com a realização de um seminário que teve como objetivo esclarecer dúvidas e alinhar o conhecimento setorial em torno das normas técnicas para exportação ao mercado chinês.  Diretores e gerentes técnicos e de exportação das agroindústrias associadas à ABPA também participaram do evento.

A iniciativa é parte do Projeto Imagem organizado pela ABPA, juntamente com a Apex-Brasil, que busca aprimorar a percepção nos mercados alvo sobre as qualidades e diferenciais do sistema produtivo e do produto made in Brazil.

“Foi uma oportunidade ímpar para alinharmos conhecimento e esclarecermos dúvidas, tanto da parte chinesa quanto das agroindústrias do Brasil.  Também foi estratégico para que os técnicos chineses tenham clara e total convicção quanto à nossa competência técnico-sanitária e a qualidade de nosso sistema produtivo”, destaca Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

A China é hoje o segundo principal importador de carne de frango do Brasil. Entre janeiro e julho o mercado importou 303,8 mil toneladas, 68% a mais em relação ao mesmo período do ano anterior.  Somente em julho foram embarcadas 47,4 mil toneladas, volume 35% superior ao alcançado no ano anterior.

Também no setor de suínos, a China figura como segundo maior importador mensal de carne suína do Brasil.  Em julho, importou no mês passado 13,1 mil toneladas – contra 356 toneladas em julho de 2015.  No ano, o mercado chinês segue como terceiro maior destino, com 54,6 mil toneladas embarcadas entre janeiro e julho – frente a 662 toneladas efetivadas no mesmo período do ano passado.

“Os números mostram o potencial deste mercado, que tende a incrementar ainda mais suas importações da avicultura e da suinocultura do Brasil.  Isto, graças à confiança que os importadores e as autoridades chinesas tem em nosso setor”, completa Turra.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade