Roleste
09-Jan-2019 09:09
Nutrição

Uso de xilanase para melhoria da funcionalidade de fibras nos monogástricos é defendida pela AB Vista

As fibras estão presentes na alimentação, sendo que normalmente não são bem aproveitadas pelos animais.

A AB Vista defende o uso de xilanase para a melhoria da funcionalidade das fibras nos monogástricos. As fibras estão presentes na alimentação, sendo que normalmente não são bem aproveitadas pelos animais.

Com a adição de uma enzima xilanase (enzima do grupo das carboidrases que é especializada na degradação de polissacarídeos não amiláceos), há um maior aproveitamento da energia presente nos alimentos, o que normalmente é descartada. Com a xilanase, as fibras passam a atuar de maneira diferente, havendo uma fermentação e fazendo com que elas atuem mais especificamente na alimentação.

A xilanase degrada os arabinoxilanos de cadeia longa, que gera uma redução da viscosidade da digesta. Além disso, o uso de xilanase garante a produção de xiloligossacarídeos com ação prebiótica, sendo fermentados pela microflora no intestino grosso, com aumento a produção dos AGV’s (ácidos graxos voláteis) , tornando-se fonte de energia, controle de bactérias e produção de butirato.

“ O uso de xilanase é o mais indicado como promotor de crescimento. Por ser natural, não causa danos ao meio ambiente e aos animais. A adição de enzimas na alimentação dos animais apresenta muitos benefícios, que podem ir desde aumento de peso, melhoria do índice de conversão alimentar e performance, passando por uma modulação de flora intestinal,”, revela Dr. Alexandre Barbosa de Brito, Gerente Técnico LAM da AB Vista.

“A xilanase da AB Vista garante ainda uma redução no custo para o produtor, pois os resultados zootécnicos são melhores”, conclui.

Assessoria
Deixe seu Recado