AveSui 2020
07-Mai-2020 09:16
Estados Unidos

Varejistas do Texas são acusados de inflacionar preços dos ovos durante pandemia

Consumidores do estado americano entraram com ação coletiva contra as redes varejistas por inflacionamento do produto 

Vários consumidores do estado do Texas, nos Estados Unidos, entraram com uma ação coletiva em nome de todos os consumidores estaduais que compraram ovos durante a pandemia da COVID-19, alegando que varejistas e fornecedores aumentaram o preço para capitalizar enquanto a demanda era alta.

De acordo com o processo, vários autores experimentaram preços inflacionados em vários varejistas, incluindo Walmart, Albertson e HEB, com sede no Texas.

O processo alega que o preço dos ovos triplicou no Texas entre o início da pandemia e 30 de março, período em que o preço de uma dúzia de ovos genéricos aumentou de cerca de 1 para 3 dólares por dúzia.

Os varejistas e fornecedores mencionados no processo, de acordo com os advogados, estão sendo nomeados coletivamente, embora nem todos tenham feito algo. As reivindicações deverão ser verificadas.

"Como é impossível para os consumidores ... obter informações sobre o processo secreto de estabelecimento de preços, esse processo não afirma que todo e qualquer réu se envolveu em manipulação de preços", afirma o processo. "Em vez disso, os queixosos afirmam que, no mínimo, alguns desses réus o fizeram."

O processo diz que varejistas e fornecedores violaram as leis de desastres naturais, que proíbem a tentativa de lucrar com um desastre.

Os consumidores que compraram ovos no Texas que foram vendidos ou distribuídos, produzidos ou manipulados por qualquer um dos réus estão sendo representados no processo.

 

Redação AI
Deixe seu Recado